ChatBot da Total Express chega a marca de 200 mil atendimentos online

Assistente virtual integrada ao Facebook da empresa ajuda clientes com o rastreio de suas compras e dúvidas gerais sobre as entregas.

São Paulo, fevereiro de 2018 – Os investimentos em inovação da Total Express começam a render frutos. Lançado em junho do ano passado, o ChatBot da empresa se transformou no principal canal de comunicação da companhia com o cliente final. Hoje, com menos de 8 meses no ar, a ferramenta, que está integrada ao Facebook da Total, já atingiu a marca de 200 mil atendimentos online.

Batizada de Tati, a assistente virtual funciona 24h por dia, de segunda a segunda. Seu papel é interagir com os consumidores, trazendo soluções para suas principais dúvidas e, principalmente, informações sobre a localização de sua compra. Em recente pesquisa realizada pela empresa, 90% deles optam pelo recebimento automático das atualizações de tracking até a finalização da encomenda, após a primeira consulta com o ChatBot. “O serviço tem como objetivo disponibilizar as informações de entrega de forma rápida e fácil, otimizando o fluxo de atendimento tanto da Total quanto dos embarcadores”, afirma Carlos Ferreira, Head de Atendimento da Total Express.

Além do ganho para o cliente final, a Tati também gera leads comerciais importantes para a Total Express. Essas conversões têm contribuído com o processo de captação de clientes da área comercial.

Os bots se tornaram uma das mais eficientes formas de estreitar o relacionamento com os clientes. Com capacidade ilimitada e atendimento contínuo, a tecnologia permite que o consumidor se sinta mais próximo da empresa, já que a conversa se torna bastante similar àquela com alguém real. Na prática, o ChatBot nada mais é do que robô desenvolvido a partir de software de comunicação automatizada. Os mais avançados possuem inteligência artificial e vão aprendendo com cada conversa para conseguir interagir cada vez melhor com as pessoas, em chats futuras, como é o caso da Total.

Um estudo global do Mindbowser, realizado em parceria com o Chatbots Journal, com representantes de 100 organizações de diferentes setores, mostrou que 75% das empresas planejam construir um chatbot para seu negócio ainda este ano. Além disso, 67% acreditam que o uso dos chatbots irá superar o de aplicativos móveis nos próximos cinco anos.