Tenha suas finanças em dia

É fácil cair na tentação de usar o dinheiro da banca para despesas pessoais, mas essa prática pode fazer você perder o controle.

(Marketing/Total Publicações)

É fácil cair na tentação de usar o dinheiro da banca para despesas pessoais, mas essa prática pode fazer você perder o controle, tanto das finanças do ponto como da sua conta pessoal.

Confira como administrar seu dinheiro, quais as armadilhas fatais no gerenciamento do caixa do PDV, como sair “do vermelho” e se preparar para o futuro.

É indicado usar dinheiro da banca para saldar dívidas pessoais ou, ao contrário, dinheiro pessoal para cobrir o caixa da banca?
O ideal é separar as duas contas, para visualizar cada orçamento, saber se a banca está indo bem e se suas finanças pessoais estão em ordem. Em casos extremos, você pode usar de uma conta para cobrir a outra, pois não adianta manter uma conta no azul e outra no vermelho, mas não torne isso uma rotina.

Quais os perigos de não separar dinheiro da banca e das finanças pessoais?
Um dos erros mais comuns é dar pouca importância a retiradas pequenas da empresa. Ao longo do mês, esses valores fazem diferença no lucro da banca. Para controlar, é importante anotar e devolver cada retirada.

Como o jornaleiro deve calcular seu “salário” e se organizar para não fazer retiradas extras do caixa da banca?
Cabe ao jornaleiro avaliar o tamanho e a rentabilidade do seu negócio e estipular um valor mensal para ele, sem prejuízo para a banca. É importante estipular um dia para o “pagamento” e se adequar a esse orçamento.

Como administrar tanto as finanças pessoais como o dinheiro da banca?
O primeiro passo é ir anotando em uma coluna quanto você gasta com as despesas da banca e outra com o quanto você ganha, quanto entra de dinheiro no ponto. É simples, você precisa ganhar mais do que gastar. Controle também o fluxo do caixa: não adianta receber um cheque de R$ 10 e gastar R$ 8, se você só terá o dinheiro desses R$ 10 daqui a um mês.

O que um jornaleiro pode fazer para sair “do vermelho”?
Se necessário, use uma reserva pessoal para saldar dívidas da banca ou ao contrário. Em último caso, se necessário um empréstimo, opte por bancos e não financeiras, pois elas têm juros mais altos.

Como o jornaleiro deve se preparar para o futuro pensando numa aposentadoria?
Estipule um valor no orçamento para poupar todo mês, como uma despesa fixa. Há várias opções, como previdência privada, poupança ou aplicações financeiras. A escolha depende da idade do jornaleiro, do perfil do investidor e do valor que ele pode reservar por mês.