Atendimento digital e personalizado

Para conquistar clientes que trabalham na Faria Lima, principal centro comercial de São Paulo, Walmor investe em atendimento digital e personalizado

(Divulgação/Total Publicações)

Para cativar as pessoas que circulam pela Avenida Brigadeiro Faria Lima, um dos centros comerciais mais importantes de São Paulo, o jornaleiro Walmor Luiz, de 43 anos, criou um serviço diferente. Quando um cliente busca por publicações colecionáveis, ele pergunta se a pessoa tem interesse em fazer encomendas e receber informações sobre lançamentos por WhatsApp e redes sociais.

Assim que uma nova edição chega à sua banca, ele envia fotos aos clientes e possíveis interessados. “Meus clientes brincam que sou um personal jornaleiro”, diz Walmor, que conquistou também familiares e amigos ao publicar as novidades da
banca para os cerca de 1 500 seguidores que tem em sua página pessoal no Facebook. “Transformei a tecnologia em uma ferramenta para ajudar nas vendas”, explica. “Esse tipo de atitude fi deliza o cliente, que não precisar ir atrás de um produto desejado.”

A trajetória de Walmor no negócio de bancas de jornais e revistas tem apenas três anos. Após trabalhar por 15 anos com pesquisa de mercado, ele saiu em busca de independência financeira. “Percebi que tinha o dom para administrar e comecei a estudar empreendedorismo”, afirma. Com a possibilidade de retorno rápido, Walmor encontrou na banca Praça Itália, em Pinheiros, a oportunidade que procurava. “Paguei um valor alto pela banca, mas tem compensado. Minha clientela é maravilhosa. Não consigo mais ficar em casa. Sinto necessidade de vir para a banca porque o contato com o público me deixa feliz”, diz.

Diante dos primeiros sinais da crise econômica, o jornaleiro ampliou o horário de funcionamento da banca em pelo menos uma hora por dia. A ideia deu certo. Até empresas que já mudaram da região continuam fazendo encomendas, que, uma vez por mês, leva seus produtos até os clientes que hoje estão longe de sua banca. Os principais fregueses que conquistou agradecem a atenção de Walmor com presentes, como camisetas, relógios e perfumes. “Nos esforçamos para tentar agradar e cativar os clientes.Queremos tê-los conosco durante muito tempo”, explica. São ações como essas que valorizam o serviço oferecido, estimulam uma visita à banca e fidelizam os clientes, estejam eles no entorno de Pinheiros ou em bairros mais longínquos.